Flávio Dino confessa que desistência de Luís Fernando foi uma bênção de Deus determinante para sua vitória

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Em discurso no ato de filiação do ex-prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), no último sábado, 25, no Rio Poty Hotel, o governador Flávio Dino fez uma revelação em público que só se ouvia nos bastidores.


Ele disse que se Luis Fernando tivesse sido candidato, sua eleição seria muito mais difícil. O comunista chegou a dizer que a desistência de Luis Fernando foi uma benção de Deus.

Dino comentou que as qualidades do seu quase adversário eram lembradas todo dia pelos próprios aliados. “Até o meu vice, o Carlos Brandão, eu corri risco de perder”, disse.

E as loas ao novo tucano não pararam por aí.

Depois de perguntar se Luis Fernando jogava futebol e ouvir um “mais ou menos”, o governador cravou: “[…] mas, na política, ele mostrou que sabe jogar no meio de campo, no ataque e na defesa”.

E tome elogios...

Na verdade, as falas de saudações de todos foram um festival de elogios ao ex-roseanista.

De vereador de São Luís a senador, todos ressaltaram as qualidades de Luis Fernando, sobretudo sobre seu poder aglutinar várias correntes políticas num mesmo espaço, fato comum na época da pré-campanha, que se repetiu no sábado.

O deputado federal João Castelo nem bem olhava para o vice Carlos Brandão, mas se manteve comportadíssimo.

Roberto Rocha disparou que se fosse por amizade teria escolhido desde o início o nome de Luis Fernando para governador, mas também pontuou sobre o perfil técnico e político do seu amigo: “Ele tem sensibilidade política e é referência para o Maranhão inteiro. E de norte a sul do estado todos o conhecem e é comprovadamente um grande gestor”.
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog do Jhivago Sales - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita