Cavalo de Aço avalia contratação do índio Aru para a disputa do Brasileirão da Série D

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Em busca de reforços para o Campeonato Brasileiro Série D, o Imperatriz está perto da contratação de mais um atacante para o elenco. Aru Sompre, índio de 29 anos, está sendo avaliado pela comissão técnica do Cavalo de Aço e pode acertar com a equipe para a disputa da Quarta Divisão, que terá início em julho. Conforme a tradição indígena, Aru entra em campo pintado com as cores de sua tribo, além de simular o gesto de atirar uma flecha na comemoração de seus gols.
Aru, que é do município de Bom Jesus do Tocantins, no Pará, tem como maior destaque a sua passagem pelo Gavião Kyikatejê, clube que defendeu por seis temporadas e que tem forte ligação com a cultura indígena. Enquanto ainda defendia o Gavião, o atacante indígena teve proposta para defender o Tanabi, da quarta divisão de São Paulo, onde atuaria ao lado do paraguaio Salvador Cabañas. Em março, pouco antes do rebaixamento do Gavião no Campeonato Paraense, Aru acertou sua rescisão de contrato e está sem clube desde então.
Se ficar no Imperatriz, Aru Sompra reforçará um setor que foi bastante elogiado na disputa do Campeonato Maranhense, competição que o Cavalo de Aço venceu nesta temporada, após 10 anos de jejum. Júnior Chicão e Cris, destaques na campanha do Estadual, já acertaram renovação para a disputa da Quarta Divisão. A estreia do Imperatriz na Série D será no dia 19 de julho, contra o Interporto (TO), no Estádio General Sampaio, em Porto Nacional.
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog do Jhivago Sales - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita