Dois menores foram apreendidos e um outro suspeito de envolvimento no assassinato da mulher vítima de assalto encontra-se foragido

terça-feira, 2 de junho de 2015

A Polícia Militar (PM), prendeu na manhã de hoje, duas pessoas suspeitas de assassinar a tiros Edilene Castro, de 33 anos.
O crime aconteceu na manhã desta terça-feira (2), na rua Simplício Moreira, próximo ao Fiqueninho, no bairro Nova Imperatriz.
De acordo com informações do comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar (3ºBPM), tenente-coronel Markus Lima, a motocicleta, que havia sido levada pela dupla, também, foi recuperada. Os suspeitos do homicídio e o veículo foram apresentados no Plantão Central da Polícia Civil.
Dois adolescentes foram apresentados pela Polícia Militar (PM) no Plantão Central, suspeitos de terem participado do assalto que resultou na morte de Edilene de Castro, de 33 anos, no início da manhã desta terça-feira (2). A moto que roubada após o crime foi recuperada.
De acordo com o comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Markus Lima, os suspeitos foram pegos durante as buscas realizadas pelo bairro Nova Imperatriz, onde aconteceu o crime.
“Nós localizamos os suspeitos que estavam escondidos dentro de uma casa. Eles tentaram fugir pulando os muros, mas conseguimos pegá-los”, conta o comandante.
Makus afirma que a polícia continua atrás de um terceiro suspeito, que estaria com a arma do crime e teria sido o autor do disparo. Os suspeitos estão na delegacia e devem prestar depoimento.
População revoltada
Assim que souberam da apreensão dos suspeitos, muitas populares foram até a delegacia para ver quem eram os envolvidos. A população, indignada com o crime, ameaçava entrar na sala onde os suspeitos estavam e agredi-los. Eles foram contidos pela polícia e alguns homens que estavam no local.
Documentos
Os três irmãos da vítima, também, estavam na delegacia. Os documentos de Edilene, ainda, não foram encontrados, impedindo que o corpo seja retirado do Instituto Médicpo Legal (IML) pela família.
Uma das irmãs da mulher assassinada entrou a força na sala onde os menores foram colocados, desabafando e gritando os suspeitos.
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog do Jhivago Sales - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita